quarta-feira, 5 de agosto de 2009

Férias

Há quem ache que fechámos porque vamos de férias. Ouvimos frequentemente a expressão que quem tem um restaurante, é igual a estar numa prisão. Então ter uma taberna é equivalente a uma prisão cambodjana durante o período de Pol Pot ou cubana durante o período do Fidel (apesar do bloco de esquerda continuar a considerar o último regime democrático, onde os seus habitantes têm liberdade).
Não paramos. Fechámos, não para ir de férias mas para investigar. E infelizmente a investigação nem sequer pode ser feita aqui. Temos de ir viajar, comer em vários restaurantes, ir à pesca e à caça para ter contacto com os ingredientes no seu estado natural, conhecer outras pessoas que cozinhem de maneira diferente, fazer churrascos para testar o peixe, etc, etc. E se acham que acaba aqui, estão enganados. Com tudo isto, temos de provar vários vinhos e cervejas.
Não admira que com este trabalho todo que temos durante as férias, estaremos muito cansados para abrirmos no dia 1 de Setembro. Mas esta é a vida dura de taberneiro. Tudo pelos clientes e para ajudar o país a sair da crise.

Sem comentários: