terça-feira, 24 de novembro de 2009

Menú Gabriel Alves


Depois de fecharmos a taberna num sábado à noite, chegamos a casa e às 3h da manhã estava a dar na RTM Memória um Sporting-Benfica. Mais que os jogadores, como Rui Costa a espalhar magia, Stefan Shwartz (que vimos a correr no paredão em Setembro) a dar pau e o Neno a falhar as bolas nos cruzamentos (será que homem tinha cataratas? porque nunca teve noção de perspectiva), o que nos chamou a atenção foram os comentários:
Quando de repente ouço o clássico "Lá vai Veloso, no seu estilo inconfundível... afinal é Vitor Paneira..." até me vieram lágrimas aos olhos. Se o Vasco Granja faz parte da nossa infância e dos traumas que ainda temos hoje, o Gabriel acompanhou-nos durante a nossa adolescência. Aquele campeonato nos Estados Unidos, os jogos do Benfica na Europa, os jogos da selecção sub 19 e sub 21 quando ganharam os campeonatos da Europa e Mundo...
O Gabriel Alves enalteceu um jogo de labregos a um desporto de jet set. O léxico que trouxe para os comentários deste desporto colocam a Paula Bobone, a Edite Estrela e qualquer acordo ortográfico no mesmo patamar que qualquer suburbano branco que tem a mania que é negro e fala crioulo.
Este menu é dedicado ao Gabriel Alves por tudo o que fez por nós e pelo futebol nacional. Obrigado Gabriel! E se alguém conhecer o Gabriel por favor diga-lhe para aparecer no restaurante. Para além da refeição, queremos dar-lhe um grande abraço.

O menu é então assim, influenciado pelas frases mais carismáticas e marcantes do Grande Mestre do comentário:

Trio Eléctrico - "uma táctica apoiada num Losango Eléctrico"
Pézinhos de Porco "à Fábio Coentrão"
Caldeirada à Fragateira - "a força da técnica é superior à técnica da força"
Bacalhau deitado em Búzios - "um dos melhores pratos do mundo e talvez da Europa"
Arroz de Pato - "com a vantagem de ter 2 pernas"
Maçã - "que não está bem, nem mal, muito antes pelo contrário"

4 comentários:

Anónimo disse...

vão acompanhar o jogo pela tv.. ou nem por isso?

Chapa disse...

Já que não nos oferecem as receitas, podiam informar onde podemos folhear o livro.

Ta Bernas disse...

O Livro poderá ser comprado na taberna com 10% de desconto ou nas melhores livrarias do mundo. Qualquer casa que não venda o Livro, não se poderá auto intitular livraria.

O Livro está envolto em papel celofane, estilo revista playboy para não haver fonas a folhear o Livro e não o comprarem. E somos nós que o envolvemos, 1 a 1 com o celofane que sobra da cozinha.

Taberneiro disse...

Caro anónimo,

Vamos fazer o que fazemos sempre. Ouvimos o relato na cozinha. Não é de todo mau e é old school. E se o sporting marca cuspimos nos pratos!!